Até que ponto Volubilidade?

O grande escritor Voltaire em seu conto “O mundo como Está”, conta a história de Babuc, um nômade componente do povo cita que habitava o norte da Europa e da Ásia. Este é enviado pelo anjo Ituriel, para avaliar as condições sociais de Persépolis, cidade Persa que causava indignação aos demais anjos, pela sua má fama. Através do relatório de Babuc, se decidiria a destruição ou conservação da cidade. A jornada do emissário é repleta de constatações que o enche de ira, ou gozo. Para sua surpresa, Babuc admira e compreende as características discrepantes existentes em Persépolis, convencendo Ituriel a preservá-la.

Destaca-se então, o dilema profundo vivido pelo protagonista, que ora aprova, ora condena as atitudes dos habitantes da cidade. Voltaire ressalta o julgamento precipitado do homem mediante as situações, mostrando o quanto é volúvel.

A leitura é útil já que trata-se de uma crítica aguçada também aos problemas sociais contemporâneos e a medida que se entende, que este é um claro exemplo desta forma literária chamada conto, que de forma curta e composta de personagens, climax e desfecho, consegue transmitir uma mensagem central repleta de lições morais para serem analisadas.


"Até quando volubilidade?" é o tema que dá título a este post devido a uma observação minha dos dias atuais e seus componentes fundantes: pessoas, ambiente e situações.

No post de 12 de Dezembro de 2008 já falamos, (na verdade o correto seria eu falei... mas deixa pra lá) sobre as mudanças climáticas, ressaltando a facilidade que o clima tem mudado ultimamente, por isso vamos nos restringir as Pessoas, item 1 que compõe o dia. se você não leu, ou não lembra do post referido aqui CLIQUE aqui: http://olhardeale.blogspot.com/2008/12/eu-e-um-clima-temperamental.html

A inconstância é tão presente neste mundo, que constantemente precisamos nos adaptar a ele. No último post eu dei uma leve pincelada sobre as mudanças de concepções morais a partir do espaço/tempo, o que faz por consequência o universo ao nosso redor mudar de perspectiva. Todavia dentro de uma sociedade, as súbitas mudanças causam conflitos no mínimo irritantes. Aqui entra as questões como desigualdade social e multiplicidade de ações, como corrupção e misericórdia. Voltaire, um iluminista francês consegue através da sua crítica mostrar o quanto isso é comum desde o século XVII, vemos por exemplo, a constante variabilidade da Lei em algumas circunstâncias.

O que mais me preocupa (além do fato de já ter mudado cinco vezes o caminho deste post) é que toda essa inconstância do mundo, das situações ao nosso redor, nos afeta psicologicamente, criando uma forte tendência a mudanças precipitadas de opinião, de humor e de sentimentos. Passamos de Amor à Ódio num piscar de olhos. Mudamos de partido a cada nova notícia e Ora estamos alegres, ora estamos tristes. O caos afeta-nos tanto, que tem crescido o número de portadores de depressão maníaca, ou transtorno bipolar, caracterizado pelas súbitas mudanças de humor.

[Ah... quero escrever mais não...]



Para conhecer o conto de Voltaire o qual fiz uma resenha no início, acesse http://www.4shared.com/file/24097680/bb030d69/Voltaire_-_O_Mundo_Como_Est.html?s=1 e faça o download dele. Vale a pena!

Read More...

Uma leitura sistemática da Comédia

Monty Python certamente foi o marco (de novo essa palavra?) do estilo de humor britânico que revolucionou o mundo (e o Youtube). Se você ainda não conhece a magnitude do estilo Monty Python de humor, surpreenda-se com esta análise criativa do humor negro (comumente chamado na Bahia de sacanagem).


video


Eu sou um fã de carteirinha deste grupo que já tirou muitas risadas minhas. O insteressante é que eu descobri que grande parte do conteúdo demonstrado por eles é um prato cheio para discussões, por isso vocês se divertirão nos próximos post's, também com os vídeos de Monty Python.
________________________________________________

Sim, mas...

A proposta de elaboração deste post não é apenas apresentar o grupo já popularizado pela internet, mas sim questionar, a Comédia em si. Porque achamos tais coisas engraçadas?
O que é suficientemente engraçado para nos fazer rir?

Não havendo objeções, comecemos.

A crítica aproveitável do vídeo traz a tona um questionamento filosófico mais pautado na logosofia. Isso porque somos nós que valoramos algo, indicando ser engraçado ao não, assim como fazemos com bom ou ruim, certo!? Umm.. acho que não podemos responder sim imediatamente, veja bem, o que acabamos de assistir foram algumas demonstrações das mais inusitadas pegadinhas já inventadas pelo homem, ao ver uma pessoa caindo em tais situações, achamos engraçado devido a uma projeção inconsciente, a qual nos colocamos no lugar da vítima e, aliviados rimos por não acontecer conosco. Isso revela-nos uma visão extremamente egoísta da situação, não acha? Pois bem, é para isso que a Comédia serve. É um meio de satisfazer os desejos animalescos e egoístas do homem (e da mulher tb ;)), perceptível no fenômeno circense romano, com os gladiadores e os pobres irmãos cristãos. Mas o mundo passa... acompanhando os valores morais, a concepção de engraçado vai mudando com o tempo, e a depender da ortodoxia educacional recebida, um vídeo como este pode representar uma afronta a ética e a integridade física do próximo. Por isso, as redes midiáticas exercem uma enorme influência em nossas frágeis mentes, e com risos ao fundo, tudo se transforma...

O que eu quero dizer com isso??

Bem ... sinceramente... ah deixa pra lá.. retenha o que é útil... assiste o vídeo de novo...


[eu einh..! Vou tomar banho.]
Read More...

Adeus Michael

Morreu ontem dia 25 de junho o maior astro Pop que o mundo já conheceu. (Com exceção do ultimo papa)

Michael certamente foi um marco para o universo da música. O Olhar de Alê reconhecendo a imensa falta que ele fará, presta homenagem, mostrando o quanto ele já fez por nós... meros mortais.


Nome: Michael;
Idade: 50 anos;
Início de carreira: Cedo;
Término: Ontem;
Prato preferido: Não sei;
Carro: Caro;
Cor que mais gostava: Não sei;
Animal: Não sei;

Personagem preferido em Cavaleiros do Zodíaco: [Essa vou deixar pra você comentar]



[Viu!? Este blog só presta informações relevantes]



Importantes Contribuições:

- Construiu uma Terra do Nunca, a qual 92% da população mundial nunca foram, nem nunca irão;
- Foi o primeiro homem a andar na lua;
- Foi o mentor de Alexandre Nardoni e Anna Jatobá; (se não entendeu verifique a foto ao lado)

- É neste momento, o maior colaborador de melancolia, frustração, raiva e brigas familiares por parte dos fãs que aguardavam sua turnê;
- Contribuiu e contribui para os meios de comunicação sustentar-se em meio as crises econômicas e déficit de aceito e atenção da população;


________________________________________________

Enfim... sentiremos muito a tua falta Michael... Adeus!


Durante a semana, será colocado vídeos para relembrar a sua surpreendente obra.



[Por favor não levem o tom crítico deste post, como desconsideração , injúria e/ou calúnia. É apenas uma analogia a alguns fatos ocorridos durante a sua carreira]

Read More...